TIE-Brasil
18/12/2017
Cadastre-se | Esqueci a senha!
Nome: Senha:

Notícias(Julho/2006)

(clique para ver todas)

Se mantiverem os empregos, montadoras poderão ter financiamento do BNDES
Montadoras terão de manter emprego se quiserem facilidade para exportar

Para conseguir do BNDES linha de financiamento de exportação com taxas especiais, montadoras terão de manter o nível de emprego. A medida foi anunciada no dia 27 de julho.

O movimento sindical conseguiu um avanço importante ao fazer o BNDES instituir uma cláusula de contrapartida social em seus contratos de financiamento para um setor industrial. É a primeira vez que isso ocorre.

A partir de agora, as montadoras que quiserem facilidade nas linhas de financiamento de exportação terão de manter ou ampliar o nível de emprego.

A medida foi anunciada ontem, no Palácio do Planalto, depois de uma reunião entre o presidente Lula, o presidente do BNDES, Demian Fiocca, os ministros Luiz Marinho, do Trabalho, Luiz Furlan, do Desenvolvimento, a CUT e sindicatos que representam trabalhadores em montadoras.

Antes, as fabricantes de veículos tinham 30% de financiamento do total a ser exportado, com TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) e mais 4,5% de spread bancário (taxa que varia com o tempo de pagamento e o risco).

Agora, elas terão 55% do total do financiamento com TJLP e 3,8% de spread bancário, desde que mantenham ou aumentem o nível de emprego. Se não seguirem a regra, não terão a facilidade.

Recado Claro

Críticos poderão dizer que o governo federal está privilegiando as montadoras porque Lula trabalhou no ABC, etc e tal. De nada adianta ficar criticando, prometendo fundos e mundos em portas de fábricas, se a gente não consegue entrar nas fábricas e organizar os Trabalhadores em seu Local de Trabalho, na base, para que estejam preparados a pressionar e defender seus direitos. Tem muita gente por aí que se posa de autêntico, mas não consegue nem conversar com o Trabalhador de base e muito menos levá-lo para uma atividade no sindicato.

O recado é claro: quem se organiza na base, tem força e condições para presionar o governo e os patrões. O resto: é balela, conversa para boi dormir ou para agradar intelectuais.

Com materiais da Tribuna Metalurgica
Enviada por Sérgio Bertoni, às 12:38 31/07/2006, de Curitiba, PR


Vírus e pragas em "atualizações" do Windows e em falsas mensagens do TSE
Quem não usa Software Livre está mais sujeito a sofrer um ataque de hackers e crackers

Criminosos virtuais estão enviando uma mensagem de correio eletrônico para que você faça uma suposta atualização de programas da Microsoft instalados em seu computador, mas a mensagem é, na verdade, um cavalo-de-tróia (trojan).

A mensagem traz o título ?Mantenha seu computador atualizado?, recomenda que usuário faça atualizações dos softwares da Microsoft e indica um link para os supostos updates.

Praga Mundial

O link indicado (cujo endereço virtual é: http://simssuisse.com/modules/windows-update/KB835732-x86.exe.) provoca o download do código malicioso Trojan-Spy.Win32.Banker.blf.

Ao entrar no sítio e instalar os "programas" da Microsoft o usuário está na verdade instalando a praga que realiza automaticamente o download de outro trojan. Este segundo está programado para roubar senhas bancárias presentes no computador.

Maioria dos anti-virus não funcionam neste caso

Um fator preocupante é que dos 27 antivírus que foram utlizados para analisar a praga, apenas oito a detectaram. São eles CAT-QuickHeal, DrWeb, Fortinet, F-Prot4, Kaspersky, NOD32v2, Norman e Panda.

Praga no Brasil

Com a proximidade das eleições, marcadas para outubro deste ano, começou a circular no espectro brasileiro da Internet o primeiro golpe utilizando o nome da Justiça Eleitoral para roubar dados bancários da vítima.

O falso e-mail traz como título a expressão ?Aviso importante!? e a mensagem, encabeçada por um logo da Justiça Eleitoral, informa à vítima que seu título foi provisoriamente cancelado, provavelmente por cancelamento do CPF.

O corpo do e-mail traz três links, que remetem a um vírus do tipo cavalo-de-tróia, hospedado em um servidor em Paris, França.

Como no caso das "atualizações" indicado acima, ao clicar no link, o usuário instala o trojan na máquina, e automaticamente é realizado o download de um software executável, programado para roubar os dados de internet banking do usuário infectado.

Também neste caso pouquíssimos foram os antivírus que detectaram a praga. Apenas 5 - BitDefender, CAT-QuickHeal, F-Prot4, NOD32v2 e Panda - entre 27 anti-virus testados por uma empresa de segurança virtual conseguiram detectar o primeiro trojan que se instala na máquina. Já o segundo cavalo-de-tróia que rouba os dados do internet banking foi detectado por 11 anti-virus.

Os antivírus da Sophos, da Symantec e da Microsoft estão entre os que falharam em detectar a praga.

Fique esperto TSE não manda e-mails

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), há um aviso claro, na página inicial, de que o órgão ?não envia e-mails a eleitores, nem autoriza nenhuma outra instituição ou parceiro a fazê-lo em seu nome?.

No mesmo alerta, o TSE recomenda: ?caso o eleitor receba mensagem de e-mail solicitando atualização de dados cadastrais para a Justiça Eleitoral, deve apagá-la. Pode conter um vírus de computador?.

Software Livre neles é a solução

Como a maioria dos vírus são produzidos para máquinas que usam o sistema operacional da Microsoft, para evitar riscos como os descritos acima, recomendamos que os usuários deixem de lado o software proprietário, cheio de brechas para invasão e que só serve mesmo para encher os cofres bilionários da transnacional Microsoft. Adotem o Software Livre que além de gratuíto é muito mais seguro.

Para quem ainda estiver em dúvida em optar pelo melhor e mais seguro, recomendamos mudar de anti-virus ou atualizar o seu, manter o firewall ativado, instalar um bloqueador de e-mails indesejados, anti-spam e nunca abrir e-mails de origem desconhecida.

Em outras palavras, prepare-se para gastar mais uma graninha, seja comprando os produtos de segurança oficialmente, seja perdendo tempo baixando milhares de bytes através de sua linha discada (para felicidade das operadoras de telefonia que te cobraram os tubos pelos minutos de conexão) ou correndo atrás daquele "fornecedor" que tem uma solução baratinha, baratinha.
Enviada por Sergio Bertoni, às 20:42 24/07/2006, de Curitiba, PR


Rússia: Companheiros criam novo sindicato nacional dos Trabalhadores na Indústria Auto
Os Trabalhadores na Indústria Automobilística da Rússia estão passando por um momento muito agitado em sua história. Várias montadoras anunciaram investimentos no país contando com as chamadas vantagens comparativas: baixos salários, incentivos fiscais e o peleguismo do sindicalismo oficial soviético que, como antigamente, segue servindo aos interesses dos mandatários, sejam eles políticos ou econômicos.

Felizmente a companheirada não ficou parada nestes últimos anos e intensificou sua mobilização e organização nos últimos meses. Os companheiros da Ford Rússia, por exemplo, não só realizaram a primeira greve em uma transnacional instalada no país, como também elevaram o número de filiados de 120 (em julho de 2005) para mais de 1300 Trabalhadores (em fevereiro de 2006), além de ajudar companheiros de outras empresas a criar seus sindicatos.

No último dia 14 de julho Trabalhadores e sindicalistas das 10 mais importantes montadoras instaladas no país se reuniram em São Petersbrugo para fundar o ASPR - Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Automobilística da Rússia.

Nossos companheiros Piotr Zolatariev, presidente do Sindicato Edinstvo (Unidade) dos Trabalhadores na AvtoVAZ (Lada) e o jovem Aleksei Etmanov, presidente dos Sindicato dos Trabalhadores na Ford foram eleitos co-presidentes do novo sindicato nacional.

Fundado de baixo para cima com o objetivo de representar efetivamente os interesses dos Trabalhadores no setor automobilístico russo, o ASPR já definiu um plano de ação sindical que prevê a filiação das organizações de base e aumento da filiação sindical, onde já existem organizações sindicais, e a criação de novos sindicatos e organizações de base nas empresas onde eles não têm representação.

Parabenizamos a companheirada da Rússia pela coragem e determinação. Desejamos muito sucesso nesta nova fase de desenvolvimento do Movimento Sindical Autêntico, Democrático e Combativo na Rússia.
Enviada por Sergio Bertoni, às 09:59 19/07/2006, de Curitiba, PR


Seara/Cargill: Não é luta de classes, é escravidão!!!
Empresa demite por justa causa trabalhador afastado por auxilio doença.

Forquilhinha ? Uma das maiores exportadoras de frango do Estado de SC e do Brasil, de propriedade de uma das maiores empresas de agronegócios do mundo a SEARA/CARGILL continua a mutilar e desrespeitar os trabalhadores de suas Unidades. Este fator está demonstrando o porquê ainda a empresa não assinou o Pacto contra a escravidão. O Pacto lançado em 19 de maio do ano passado sob a coordenação da OIT na qual as empresas se comprometem a adotar as medidas para manter o trabalho escravo longe da cadeia produtiva. Ou seja, a SEARA/CARGILL não autoriza a monitoração para saber se cumpre o acordo do Pacto, para assim dar transparência nos negócios. A prova dessa atitude é vivida no dia-a-dia dos trabalhadores em suas unidades em todo o País.

Máquinas - A saúde dos trabalhadores, como a muito tempo vem sendo denunciado, está a cada dia mais ignorada. A frase de Charles Chaplin; ?Não sois máquinas. Homens é o que sois? não faz parte da política da empresa. Entre as políticas de recursos humanos da empresa divulgados no site (www.seara.com.br) está presente a preocupação em ?proporcionar segurança e qualidade de vida aos colaboradores? e ?atuar com responsabilidade social, contribuindo com o desenvolvimento social da sociedade?. Para o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Criciúma esta não é aplicada no dia-a-dia dentro da empresa.

Demissão - No último dia 13 de junho a SEARA/CARGILL demonstrou mais uma vez que não aceita (ou não quer aceitar) que os trabalhadores procurem outros médicos fora da empresa para fazer tratamento de saúde. A nova maneira de intimidar os trabalhadores foi a demissão por justa causa de trabalhadores doentes.

O trabalhador Jaime da Silva Matia, 22 anos, da Unidade de Forquilhinha - SC foi demitido por justa causa. A empresa SEARA/CARGILL alegou que o trabalhador abandonou o trabalho por mais de 30 dias. Porém, o trabalhador está em beneficio da Previdência Social até o dia 30 de julho de 2006. O trabalhador tentou comunicar a empresa através de oficio antes de sua demissão, mas como é pratica comum da empresa, ela não recebe nenhum oficio em relação ao afastamento da Previdência. Para o Secretário Geral do Sindicato, Célio Elias, ? a SEARA/CARGILL age como se os trabalhadores fossem seus escravos e não tem direito a tratar de sua saúde fora da empresa?. Segundo Célio Elias ? esta prática ocorre em todas as unidades desta multinacional prejudicando, assim, vários trabalhadores e chegando ao ponto de termos trabalhadores mutilados e inválidos entregues pela SEARA/CARGILL para o mercado de trabalho?.

Resultado - No último ano tem aumentado as manifestações contra estas atitudes cada vez mais freqüentes nas Unidades do País. Nos últimos anos houve greves em algumas unidades e denuncias de: demissões de trabalhadores doentes em todo o País que era verdadeiro caso de polícia, perseguições e demissões de dirigentes sindicais que a empresa foi obrigada pela justiça a reintegrar, cárcere privado e muitos outros abusos. Tudo isso mostra que a SEARA/CARGILL realmente é caso de intervenção dos Órgãos de Direitos Humanos.

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Criciúma e Região - CUT
Enviada por Nilson Antonio, às 12:07 05/07/2006, de Jaraguá do Sul, SC


Microsoft é processada por software espião
A Microsoft - MS - está sendo processada nos Estados Unidos devido ao programa de computador que ela criou para verificar se o usuário está ou não utilizando cópias de softwares MS sem licença.

O processo, registrado na corte de Seatlle (EUA) faz referência ao WGA - Windows Genuine Advantage, usado pela MS desde meados de 2005. O WGA invade as máquinas dos usuários finais quando estes tentam atualizar algum software da Microsoft ou de outras empresas que produzem aplicativos para Windows.

Como um spyware o WGA manda informações do computador do usuário final para a MS ao mesmo tempo em que insistentemente exibe uma mensagem na telinha da máquina dizendo que o usário pode ter sido vítima de crime e incitando-o a entrar em contato com a MS para resolver o problema. Ao entrar em contato com a MS o usuário fica sabendo que para "legalizar" sua cópia precisará pagar uma determinada soma (mais de R$ 400,00 por máquina) e ainda passar para a MS a nota fiscal do local onde comprou a(s) máquina(s). Se o usuário final não dedurar a empresa que lhe vendeu o computador, estará indiretamente assumindo que ele mesmo é autor da chamada "pirataria" e, portanto, sujeito a processos por parte da MS.

Também na Europa a MS está sendo processada por estar forçando os fabricantes de PC's a vendê-los com o Windows instalado.

Seja Legal! Seja Linux!!!

Evite este tipo de dor de cabeça, seja revolucionário e pare de sustentar o magnata da pirataria de Software. Instale Linux em suas máquinas e esqueça esta baboseira de licenças, vírus, pirataria, etc, que só servem para engordar a conta bancária de um magnata norte-americano.

Enviada por Sergio Bertoni, às 13:59 04/07/2006, de Curitiba, PR


E os frangos detonaram os canarinhos! Faltou caráter a equipe brasileira!
É, de novo a melhor seleção está fora do mundial. De novo, França em nosso caminho. Assim como em 1986, no México, e 1998 na França. Mas o que faltou ao Brasil foi exatamente o que sobrou na medíocre França dos vellhinhos Zidane e Henry.

A seleção brasileira entrou no mundial como a favorita absoluta, praticamente campeã sem disputar. Fez um campanha medíocre, mas bateu um série de recordes.

No jogo contra a França o Brasil se mostrou pior que Macunaíma, não teve caráter, coragem, brilho e culhões para mostrar o que sabe fazer e honrar o que estava gravado na camisa oficial "Nascido para jogar futebol". Jogou como os péssimos Palmeiras, Corinthians e Santa Cruz jogam no campeonato nacional. O time foi covarde e ridículo. Um time de estrelas sem brilho.

Achando-se esperto, malandro, o time entrou de salto alto e tentou de todas as formas se valer da "lei de Gérson". Dançou, levou lençol e viu os sofríveis franceses jogarem como se eles fossem os pentacampeões.

O resultado foi pior que os de Rubens Barichello, que sempre se contentou em ser o segundo, mas ter o bolso cheio de grana. Nossas estrelas do futebol também estão riquíssimas, mas não conseguiram nem ficar em segundo, nem em terceiro, nem em quarto...Talvez sejamos o hexa por ficar na sexta colocação na classificação geral.

Será que estamos susbstituindo Macunaíma por Barichellos em todas as esferas???

Que a derrota do Brasil no futebol de hoje, sirva de exemplo para todos os demais seguimentos da sociedade nacional. Não se faz um país tentando passar a perna nos outros, querendo enriquecer sozinho, achando-se mais esperto, sem batalhar e fazer juz àquilo que pode ou poderia conquistar. Nada vem de graça.

Muitos podem se consolar com o fato de que a Argentina também foi eliminada. A diferença é que a Argentina caiu de pé, lutando, com garra, raça e coragem. O Brasil morreu ajoelhado acovardado, entregando o ouro e as pregas para os azarões franceses, um time mediocre.

Agora é torcer para que em outras esferas da vida nacional (economia, política, etc) não se repita o vexame de Frankfurt. Só resta torcer, pois a realidade parece indicar que o vexame será total.

Acorda Brasil!

Vamos ou não vamos construir um país? Ou continuaremos a ser lacaios dos interesses do capital internacional???

É! A Copa do Mundo acabou para nós. Então, voltemos a ser colônia e torcer por Portugal???

Que a derrota no campo de futebol sirva de lição para todos nós em todos os campos: É preciso construir uma nação com garra, coragem, vontade, humildade, inteligência e muito brilho em todas as nossas estrelas, inclusive as vermelhas.

Acorda Brasil. Mostra a tua cara....

P.S.: Bom, ainda bem que o Brasil foi desclassificado agora, pois assim ainda dá para pegar uma carona no avião dos argentinos, já que a Varig está como a seleção, mal das pernas...
Enviada por Sérgio Bertoni, às 21:28 01/07/2006, de Curitiba, PR


>>
Próximos eventos

Clique aqui para ver mais notícias.